segunda-feira, 16 de novembro de 2009

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Escrever por escrever

Saramago foi longe demais, confesso que ainda não li o seu livro Caim, mas também admito que irei ler somente algumas paginas. Não tenho muita paciência para ler livros de escritores que sabem ganhar bem a vida, tipos de pessoas que sabem vender bem o seu peixe, esses livros a mim não interessam, porque escrever por escrever também poderia escrever um Livro a falar mal da religião, a falar mal de Deus e a falar bem do diabo. Talvez conseguisse vender muito, porque todos acreditamos no Criador mas o chico esperto sabe fazer render o seu peixe, negócio é negocio, burro são aqueles que o compram e dão ao prazer de ler tanto pensamento duvidoso e cheio de incerteza. Lá no fundo ele sabe rezar o pai nosso, mas negocio é negocio e ele tem de fazer para ganhar ainda que a forma como ganhar o seu pão seja desta forma.
Vivem do protagonismo dos seus pensamentos duvidosos, mas vejo que andam por ai uns chicos esperto que conhecem vender bem as suas conviccões, gostaria de aprender tal proeza, como o fazer, tenho pensado seriamente muita gente gosta de comprar e ler, comprar, pois é preciso para por lá no escritorio de casa um livro do premio Nobel para ser chamado de intelectual ou de seja lá o que for, mas fica sempre bem na mobília de escritório.
Enfim, enfim, enfim.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

O alerta do Vice do PSD.


O que será que quis dizer que vão ficar desiludidas?

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

domingo, 16 de agosto de 2009

Quando é que regressamos todos para Angola?

A pergunta é mais do que a mesma, quando voltas para a terra de vez? Ou melhor já terminou os teus os estudos, o que estais em Portugal a fazer? Regressa lá é que está a dar?
Nos encontros ocasionais com os meus concidadãos o tema da conversa é mais do que o mesmo. Desde camaradas, amigos e familiares a pergunta não demora, entre risos e abraços, lá vem a pergunta quando é que regressas? Essa pergunta, já é uma pergunta de referência nas conversas quotidianas entre os Angolanos na diáspora.

QUANDO É QUE REGRESSAS?


É uma questão fulcral do dia a dia dos angolanos em Portugal, seja em casa, na rua, café, na discoteca e ao telemóvel ouvimos essa questão. A pergunta assumiu uma dimensão em termos comparativos as velhas perguntas que todos fazíamos que era quando é que a guerra termina e quando é que teremos paz. Mas, no actual cenário a questão é saber quando é que os quadros angolanos regressam a Angola. A guerra terminou e a paz veio para ficar, agora a Pátria reclama os seus pertences, que saíram muitos para estudar e agora são verdadeiros doutores.
É verdade a Pátria chama com alvor os filhos da terra, e clama todos os dias, é tempo de fazer as malas, respondendo assim aos apelos da Pátria Angola. Enfrentar a realidade de um País saído da guerra. Mas agora com um potencial enorme e que começa a dar passos positivos na esfera económica.
Regressar ou não regressar eis a questão paradoxal, mas que pesa diariamente a todos os que ainda no resplendor da vida sentem esse apelo, regressar e ganhar dinheiro, regressar e melhorar o que tem de ser melhorado ou regressar e gozar a vida. Regressar e contribuir para o desenvolvimento, regressar para ser respeitado, regressar para ajudar a família ou regressar para morrer na terra num acidente de carro, ou com um paludismo, cólera, ou num assalto, etc.
É fácil dizer volta ou regressa, mas é difícil lá dar protecção. Bem sei, que o País precisa dos seus académicos, engenheiros, doutores, mestres, gestores, economistas, filósofos e estudiosos.
Tudo depende das políticas do governo para o regresso dos quadros. Daquelas políticas que conhecemos são pouco eficazes e até questionáveis do ponto de vista constitucional. Mas no quadro geral os apoios para o regresso dos quadros para Angola já foi melhor, agora está cada um por si, e chegamos lá estamos sempre por conta própria.
Quanto a pergunta de referência é quando regressas de vez? Não há uma resposta concisa porque, também não há uma política definida que responda a essa questão.









terça-feira, 11 de agosto de 2009

Pergunta Machista?A resposta de uma lider feminista.



O machismo em Africa não foi tolerado por Hillary, como nenhuma mulher da sua posição e do seu nível aceitaria. Gostei da sua resposta.
o Machismo em Africa é aterrador porque mulher africana tem pouca representatividade política e logo no Congo.
Hillary Clinton no meu ponto de vista teve uma atitude do Eu feminista, contra o machismo predominante em Africa.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

TEMPO DE ANTENA DO PS

Angola um país sem novidades

Leio várias notícias sobre Angola e nada é novo, basta só ler o título da notícia ou mesmo ler o primeiro parágrafo para ficar logo desanimado, mas não fico nada admirado com algumas situações constrangedoras ou casos insólitos e é sempre desgraças, conflitos, problemas e nada de novo.
Por exemplo, nunca li uma notícia nos sites ou blogues, com esse título Angolano ganha o totoloto, até parece que em Angola ninguém ganha o totoloto. Os jornais angolanos, sites, revistas os temas são sempre os mesmos, nada de novo e nada inovadores.
O Site da ww.Sapo. ao só tem 3 temas em destaque que é NOTICIAS/DESPORTO/ECONOMIA, quando analisamos www.Sapo.pt vemos que tem 5 temas em destaque NOTICIAS/DESPORTO/ECONOMIA/VIDA/LOCAL. Gostaria imenso de perguntar a gerência do Portal Sapo porque desta diferença entre o Portal Sapo Angola e o Portal Sapo Portugal? Ou será que não existe VIDA em Angola? Não aceito que Angola seja vista com o planeta Marte, porque existe vida, existe vida desde o agricultor até ao Doutor existe muita vida. Agora essa ideia de explorar os recursos esquecendo da vida que habita em Angola, eu não aceito essa visão, que já vem dos descobrimentos. Nem o local, Portal da Sapo inclui no www.sapo. ao.
Já pouco ou nada surpreende me em Angola. O que sei é que as notícias são sempre a mesma avalanche e daí não saímos, porque falamos muito em Política, desporto, economia, cultura, festas e nada ou pouco inova, tudo linhas de projectos saturados.
O programa televisivo flash apresentado por Helka Guimarães, vejo os seus vídeos no Youtube já apresentam algumas linhas de ruptura com o tradicional pensamento de um jornalismo limitado. Mas o Flash é um programa de qualidade e gosto muito de ver as suas entrevistas.
Para terminar uma pequena conclusão, Angola não é o planeta Marte, aos seus recursos naturais que alimentam a cobiça dos gentios é um pecado não perceberem o quanto existe de histórias ricas, de pessoas daquela terra, para o mundo aprender com o seu sofrimento e as suas alegrias.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

O Slogan! Queres Ser Deputado?

ENTÃO FAZ A TUA FORMAÇÃO NO CDS-PP E DEPOIS SERAS RECRUTADO PARA PSD.
CASO DE SUCESSO DE POLITICOS PAULO RANGEL E MARIA NOGUEIRA PINTO.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Palavras sábias

Longe da realidade, ausente num sonho, embriagado pelas palavras de honestidade, verdade, coerência e vergonha.
Palavras com um sentido profundo, elevam a minha alma, confiança nesta verdade que todos procuramos. Sábias palavras, falar verdade ou política de verdade. Como fui adormecido no embalo do canto da direita.
Tudo uma visão limitada, não sou um santo para falar verdade, mas para além de quereis trabalhar na máquina perfeita, oiço murmúrios, vozes e mais vozes, oiço gritos e mais gritos são aos milhões de lamentos, choros, angústias e o silêncio de dor.
Soluções, é preciso urgentemente lançar a corda no fundo do poço está uma bebé, viverá, será um homem, mas qual o seu futuro? Pois eis ali minha verdade, a vida, sim a vida é o essencial, viver com dignidade, ser cidadão de bem, eis que alguém olha por vós crianças, eis que alguém pensa no futuro, e vida que continue.
Estou furioso quer roubar a oportunidade das crianças. Porque seu infeliz, não censures, lá porque foste na tua mocidade a voz da ditadura, queres dar o teu fado ao futuro, mas afinal o quereis dar ao futuro? Exactamente sonhas com o regresso a maquina perfeita, a tua soberba é repleta de ódio pois quereis rasgar, adiar e suspender o progresso. Devia ter vergonha com essa idade. Sim nasce, brincamos, trabalhamos e depois o repouso. Mas tu quereis voltar a ribalta, eu acordei do sonho e combato, hostes da vanglória, príncipe do regresso e ordem do retrocesso contra vós que sois o adamastor, eu luto, bem sei que as crianças passaram e nada será como dantes.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Uma Nova Reforma em Portugal.

A conta poupança futuro, cujo depósito só pode ser levantado quando a criança completar 18 anos, poderá ser reforçada pela família ao longo dos estudos obrigatórios, sendo que esse reforço beneficiará de um regime fiscal favorável, semelhante ao das contas poupança reforma.
Esta medida tem, de acordo com o PS, quatro «vantagens». «Incentiva a conclusão do ensino obrigatório», porque só aí pode ser mobilizada, «incentiva a criação de hábitos de poupança», «permite que o jovem se possa autonomizar» e é também uma «medida de apoio à natalidade»

segunda-feira, 27 de julho de 2009

O meu pensamento.



Esto constantemente a ser atraiçoado pelo meu pensamento, e de facto isso irrita me bastante. Basta ver que todas as sextas feiras, o meu pensamento não é o meu melhor conselheiro e digo isso porque não acerto na chave do Euromilhões. Parece que esto a contar uma piada, mas o meu pensamento é bom analisar os números, e penso que de todos em geral. Porque os numeros valem o que valem, e sem os números o nosso raciocinio não tem noção da dimensão da evolução.
Quando leio uma noticia dos dados do INE como por exemplo: Dados do INE sobre o rendimento e as condições de vida dos portugueses, demonstram que desigualdades entre os mais ricos e os mais pobres diminuíram.
O risco de pobreza manteve-se em 2007 nos 18 por cento, mas o INE adiantou que há uma «melhoria no risco de pobreza para os idosos, de 26 por cento em 2006 para um valor de 22 por cento em 2007». Para este resultado contribuíram de forma decisiva o efeito dos apoios sociais do Estado para idosos.O rendimento dos 20 por cento da população com maior riqueza passou de 6,5 para 6,1 vezes superior aos 20 por cento da população com menor rendimento de acordo com dados provisórios do Inquérito às Condições de Vida e Rendimento realizado em 2008, incidindo sobre rendimentos de 2007. Esta a maior baixa desde que este indicador passou a ser medido em 1995.

Esse números para o meu pensamento são interpretados como indicadores de que o Governo Socialista em Portugal fez um bom trabalho. Para mim os números de indicadores não enganam. O meu pensamento político é de apoio ao Governo Socialista e espero que consigam uma nova maioria absoluta.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Contemporâneos - AFIRMA PEREIRA The Best

Uma grande crítica humorista ao programa de Pacheco Pereira.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Mensagem do Vice-Presidente Associação de Estudantes Angolanos em Portugal.

Caros Dirigentes e Membros da AEA-Portugal,

Boa Tarde

Na qualidade do cargo que exerço de Vice presidente reitero plena confiança no Presidente da AEA -Portugal Edvaldo Fonseca. O motivo desta monção de confiança da minha parte para o Presidente é uma orientação pessoal, vejo que a Direcção Nacional pode e deve fazer melhor pelos estudantes angolanos em Portugal.
É neste sentido que apelo a maior espírito de trabalho por parte de todos os dirigentes e membros.
E porque ao longo deste tempo cultivamos uma amizade, plantamos ideias de mudança, um espírito democrático e todo isso fizemos juntos. Portanto acreditamos que juntos podemos terminar esse mandato com o sentimento do dever cumprido.
E concluiu nesse pequeníssimo pensamento de Barack Obama "É fácil apontar responsáveis e colocar a culpa por esses problemas em outros. Sim, um mapa colonial que fazia pouco sentido gerou conflitos, e o Ocidente tem frequentemente lidado com a África como um patrão, e não como um parceiro”, ele disse.
Mas não são os países colonizadores, continuou, os culpados “pela destruição da economia do Zimbábue na última década” (o país tem o maior índice de inflação do mundo), por “guerras em que crianças são recrutadas como soldados” ou pelas frequentes práticas de corrupção na África. A África não precisa de líderes fortes, mas de instituições sólidas", eu partilho deste pensamento, porque o mundo mudou e com tal YES WE CAN

Grato pela vossa compreensão, sem mais palavras
Marco Prado.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

O 112.

A dias questiono-me, viajando entre os meus pensamentos, notei desconhecer o número de telefone das urgências do pronto-socorro de Angola, e se encontrar-se em Luanda ou no Cunene, e necessitar do ser socorrido com os meios adequados, não tenho no meu telemóvel esse número, e também não tenho o número da polícia no meu telemóvel para intervenção da polícia, não sei qual número para aonde terei de ligar.
Afinal digo que sou um intelectual, conhecedor da matéria, e não sei quais os números que um bom cidadão deve ter para qualquer emergência.
Mas afinal serei único, que não sabe qual o número de urgência? Ou será um problema geral, gerado pelo défice de política de publicidade para divulgação. O será que os uso dos telemóveis, faz com que ninguém use as listas telefónicas ou paginas amarelas. Ou será que como o Estado é ablativo, cada um procura suprir as suas necessidades usando outras alternativas de carácter pessoal.
É um pensamento entre muitos que começa a chegar a ponta da língua e ecoará um som de que muitos não irão gostar, porque é inconcebível pensar, que estamos limitados a condição do nosso poder financeiro. Portanto, as respostas as necessidades do bens de primeira necessidade serão dadas pelos privados que vendem hoje em Angola não só um serviço mas vende o melhor serviço e quem vende o melhor impõe um preço que nem todos os bolsos conseguem pagar. E se as clínicas privadas vendem melhor qualidade, e os hospitais públicos limitam se a registar os cadáveres e a tratar o básico.
Mas é preciso falar, debater para amanha ouvirmos mais o som das sirenes das Ambulâncias, e porque quando não ouvimos o som da ambulância, na sua marcha de urgência, então pensamos que de certo outros fazem o serviço que cabe a responsabilidade de Estado.
Mas de certo que existe e de certo que respondem as chamadas de urgência, mas se o trânsito só anda a 80km/h em Luanda, é difícil imaginar o que é prioritário na turbulência do desenvolvimento de Angola.
Mas a sugestão a resposta de tantas dificuldades para calar a boca a tantos críticos reside no facto de desenvolver o conceito de um Estado prestativo e distanciar se completamente de um Estado ablativo.

domingo, 12 de julho de 2009

A política de verdade do PSD tem dias...

É verdade, ainda falta muito tempo e os mesmos de sempre já demonstram alguma estafa. A líder do PSD começou por saltar de alegria pela vitória nas Europeias, mas a sua política de verdade foi sol de pouca dura. Depois de o seu vice-presidente dizer que não ia rasgar com todas as medidas do PS, a própria teve de negar o que disse, mas que disse. Podem dizer-me isso é aproveitamento politico, mas digo quem alega ser detentora da verdade, não pode negar que disse que iria rasgar e romper com as politicas do PS.
O PSD é o detentor da verdade em Portugal, mas em verdade, vós digo é fácil dizer eu sou a verdade na política, é simples dizer eu falo verdade, prometer verdade e claro vamos alimentar nos de verdade, vamos trabalhar com verdade, vamos aumentar os salários com verdade e vamos ajudar com verdade. O PSD está cheio de verdade na alma do partido. Mas isso é conversa da tanga, verdade no desemprego, verdade no investimento estrangeiro em Portugal, verdade na habitação, verdade no aumento de salários etc. Isso de verdade, não põe comida na mesa, não alimenta as barrigas vazias, não paga as contas no final do mês. Absurdo e digo é uma idiotice prometer falar a verdade. Isso não é nada, isso é um slogan com o objectivo eleitorais, porque no terreno e no momento das decisões estarão na mesa o TGV, ANA, auto-estradas, aumento de impostos e privatizações da segurança social, SNS escolas públicas e reformas laborais.
Mas em verdade vós digo, ninguém sabe o dia do amanhã, pois a verdade de hoje é a omissão da manha o que já aconteceu com Manuela Ferreira Leite.
Agora em rigor digo a aposta nas energias renováveis é uma das melhores visões estratégias para o país porque a dependência do petróleo é um problema que já tem solução e apostar nas energias renováveis é dizer que encargos serão diminuídos.
O PS liderado pelo Eng. Sócrates está optimista na sua visão e eu confiou neste optimismo não vejo o porque estar pessimista, pois muitos só ficam optimista quando jogam o euro milhões, mas aqui é apostar para certamente amanhã ganhar um Portugal mais ligado a Europa .

quarta-feira, 8 de julho de 2009

sábado, 4 de julho de 2009

Cheque de 5mil euros faz confusão aos comunistas

Portuguese Communist PartyImage via Wikipedia

Um pequeno patrocínio vindo da EDP irrita os comunista em Portugal, um valor pequeno de 5mil euros, que o Ministro da Economia Manuel Pinho comovido pelo caso das minas de Aljustrel foi a ponte para o clube conseguir o patrocínio.
A situação da empresa era de falência e os postos de trabalho em causa, com a intervenção do ministro a empresa sai da falência, como o clube ao bom jeito português consegui apelar ao ministro a conseguir um patrocínio.
Caso de aproveitamento Político:
O BE chegou a pensar que o gesto de Pinho era dirigido aos seus deputados, o que levou Francisco Louçã a exigir explicações imediatas ao Governo e, na SIC, a pedir justificações. Depois, em privado, Pinho pediu-lhe desculpa. Gerou-se um equívoco, e nos corredores do Parlamento houve quem acusasse o BE de 'aproveitamento político'.

Mas o caso foi explicado pelo presidente do Clube:
"Não houve entrega de qualquer cheque de Manuel Pinho no valor de cinco mil euros. A única coisa que nos prometeu foi arranjar um patrocinador, e cumpriu fazendo a ponte entre o clube e a EDP. A empresa atribuiu depois essa verba em equipamentos desportivos." A explicação sobre o patrocínio ao Clube Aljustrelense, que motivou a acesa discussão no Parlamento e levou o ex-ministro da Economia a dirigir um gesto insultuoso ao deputado Bernardino Soares (PCP), foi ontem prestada pelo presidente do clube, Hélder Vairinhos.
A miséria de discutir valores pequenos por parte do partido comunista, na AR é vergonhoso para País, por apenas 5mil euros levantaram as maiores falsidades. A oposição acusa dizendo que não há lá nenhum trabalhadores, mas pergunto a empresa faliu, porque se a empresa não faliu como funciona sem trabalhadores. Ou melhor como pode essa empresa funcionar sem mineiros.





Reblog this post [with Zemanta]

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Associação de Estudantes Angolanos em Portugal - Conferência


A Conferência do Ano na diáspora para a comunidade Angola residente em Portugal, com o Tema o "O papel dos Quadros Angolanos no desenvolvimento sustentável em Angola".
Está confirmada a presença de ilustres personalidades do Governo Angolano e ainda estão confirmados professores doutores do maior prestígio e consideração.
Fonte oficial da comissão organizadora Simão Filipe Associação de Estudantes Angolanos em Portugal confirma a realização da Associação.
Participe no dia 11 de Julho de 2009 no auditório da Faculdade de Direito de Direito.


quarta-feira, 1 de julho de 2009

Angola reclama 380 milhões depositados em Portugal

A que ponto chegamos, perdemos o leme do barco, já não obedecem as orientações dadas. De quem são cerca de 380 milhões de dólares depositados num banco português? Do estado angolano ou de personalidades daquele país? Esta é uma das dúvidas que o Ministério Público vai ter de descortinar, na sequência de uma queixa-crime apresentada pelo Banco Nacional de Angola, que reclama a posse daquela verba.
A verba de quem é? Essa sentença quando for lida sobre esse processo, entenderei afinal do que se trata, não irei especular sobre uma matéria sensível. Cabe as autoridades investigarem só então irei pronunciar sobre a matéria de facto. Com o zelo e rigor que a minha opinião é formalizada.

Com o dinheiro não se brinca...Cenas da banda.

De quem são cerca de 380 milhões de dólares depositados num banco português? Do estado angolano ou de personalidades daquele país? Esta é uma das dúvidas que o Ministério Público vai ter de descortinar, na sequência de uma queixa-crime apresentada pelo Banco Nacional de Angola, que reclama a posse daquela verba. A queixa, segundo soube o DN, foi apresentada no final do ano passado. António Vitorino - que vai coordenar o programa eleitoral do PS - chegou a representar a parte angolana no processo. "Não falo sobre casos e clientes", declarou ao DN.
Sobre este processo há um manto de silêncio. Várias fontes judiciais contactadas pelo DN alegaram sempre tratar-se de um "assunto sensível" para não prestar qualquer informação. A própria Procuradoria-Geral da República, questionada sobre a existência da queixa, nem a confirmou directamente, dizendo apenas: "Por ora, não há informações a prestar." Porém, ao que o DN apurou, a queixa foi encaminha para o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), estrutura do MP vocacionada para a investigação da criminalidade mais complexa (ver caixa). Contactada na semana passada, a embaixada de Angola, através do conselheiro para a imprensa, Estêvão Alberto, disse ao DN que não havia declarações a fazer sobre o caso.
De acordo com alguns testemunhos recolhidos pelo DN, sob anonimato, o dinheiro em causa seria movimentado em Portugal por um advogado e um militar na reserva, actualmente empresário. Fontes conhecedoras do caso adiantaram que ambos representariam interesses particulares. Há mesmo quem admita que eram "testas-de- -ferro" de interesses ligados directamente ao presidente angolano, José Eduardo dos Santos. "Mas, nestas coisas, não há procurações, tudo passa por acordo de cavalheiros", disse uma das fontes que, sob anonimato, acederam a falar com o DN. Até porque os 380 milhões de dólares que agora estão em causa podem ser apenas uma parte das verbas que chegaram a Portugal para serem aplicadas em vários negócios. O montante total terá atingido os 700 milhões de dólares, os quais terão chegado a Portugal transferidos de contas na Suíça.
O estado angolano, actualmente representado pelo advogado José Ramada Curto, que não quis prestar declarações, reclama a posse da verba. E terá mesmo acusado o advogado e o empresário portugueses de movimentarem o dinheiro à revelia das orientações dadas. Ramada Curto é já o terceiro advogado a defender a parte angolana. Além deste e de António Vitorino, os interesses angolanos no processo chegaram ainda a ser representados por Leonel Gaspar, o mesmo advogado que defende José Oliveira Costa, antigo presidente do BPN, que se encontra preso preventivamente.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Eu, Politico

Quem diria, que os partidos para nomeação do provedor de Justiça, chegassem ao extremo. E agora, já existe consenso para o novo nome apresentado no parlamento. Mas será que a desistência de Doutor Jorge Miranda comove a líder de Ferro do PSD.
Pois entre sorrisos e elogios ao novo nome, o Doutor Jorge Miranda saiu magoado com tanto rigor do PSD e por disciplina partidária. Pois um dos fundadores do PSD, vi e senti excesso de rigor, pois é, o Doutor não recorda se do Caso do Freitas do Amaral, que despiu a camisa para ajudar o País, como fundador do CDS não penso na disciplina para fazer parte do Governo socialista, foi o que foi, que lamento mencionar o sucedido porque a minha razão desconhece tamanha desconsideração. Pois Doutor, e agora os elogios vão para Santana Lopes, o tal do golpe de Estado, mas a sua prática de levantar suspeitas infundadas não vem de agora. Mas os protagonistas do Eu Político, estão no palco a levantarem suspeitas sem provas, a darem conselhos rápidos sem uma reflexão profunda da situação. Mas penso que o povo português ao assistir esse panorama de tanto egoísmo, irá preferir cidadãos que não pertençam a partidos políticos, pois é mais agradável e consensual pensar numa política de todos como exemplos Obama ou mesmo Sarkozy na formação de Governos. Pois convidar membros de outras formações partidárias para formar governo é fundamental para excluir o Eu político e a variante o sistema partidário. Como Fez o Eng. Sócrates ao convidar Freitas do Amaral e ao apresentar nome do Doutor Jorge Miranda e entre outros. Mas sabemos sempre que quem perde é o sistema político em Portugal. Por esses e outros eis o aumento da abstenção. Tudo por causa do Eu, politico.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Rui Moreira criticou Cavaco por falar sobre a TVI

O presidente da Associação Comercial do Porto, Rui Moreira, criticou hoje a intervenção do Presidente da República sobre a eventual compra pela Portugal Telecom (PT) de 30 por cento da Media Capital, detentora da TVI."Acho mal que o Presidente da República se manifeste sobre estas questões empresariais. Acho pior ainda por cima quando se sucede em poucas horas à entrevista da líder da oposição sobre esta matéria. Não acho que o Presidente da República deva apanhar boleia sobre estas questões", disse à agência Lusa Rui Moreira. O Presidente da República afirmou hoje que os responsáveis da PT devem explicar aos portugueses que motivos levam esta empresa a querer comprar 30 por cento da Media Capital, por "uma questão de transparência". "Face às dúvidas fortes que, neste momento, estão instaladas na sociedade portuguesa é importante que os responsáveis da empresa de telecomunicações expliquem aos portugueses o que está a acontecer entre a PT e a TVI. É uma questão de transparência", afirmou Cavaco Silva. Para Rui Moreira, é "excessivo e desadequado" fazer uma "conotação política" de "um negócio louvável por parte da PT", que pretende devolver a capitais portugueses uma empresa que foi vendida a espanhóis. "Na altura em que a Media Capital foi comprada pela Prisa, as mesmas pessoas que estão agora a levantar estas questões fizeram algum alarido, alegando que a Prisa era um grupo espanhol ligado ao PSOE e que, portanto, se tratava de uma forma encapotada de arregimentar um meio de comunicação social que é líder no país", realçou. "Não gosto muito destas interferências sucessivas do Estado e destas pressões sobre as empresas", afirmou, defendendo que o Presidente da República apenas deve actuar depois de o negócio se concretizar e "se houver instrumentalização ou politização da TVI". Rui Moreira salientou que também não o "comove muito" a questão de se pensar que este eventual negócio é uma forma de afastar José Eduardo Moniz da direcção da TVI. "Ainda há uma semana atrás se percebia que os planos de José Eduardo Moniz tinham a ver com outras coisas. Queria ser candidato ao Benfica e só não foi por questões internas do Benfica, que têm a ver com os prazos eleitorais", disse.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

O porque do aumento da abstenção .

No dia de eleições é uma constante o apela ao voto, os líderes dos partidos políticos mostram se preocupados com a elevada abstenção. Mas vejo na Assembleia da República o Bloco de Esquerda , PCP e PEV a absterem-se, não tomam uma posição. Ora, nem se mostram a favor e nem contra, afinal que exemplo passam para o povo português?
É notório o facto de que a Monção de Censura apresentada pelo CDS não tem importância nenhuma para o debate, atendendo o facto de que faltam pouco tempo para as legislativas. Mas porque o representante do povo abstém-se? A resposta a essa pergunta é a resposta a elevada abstenção em Portugal.

O Engenheiro e a Prostituta

Viciado em ambientes de alterne, o engenheiro perdeu de vez a cabeça com ‘Denise’, prostituta brasileira que o seduziu no Elefante Branco e Black Tie, em Lisboa. Já divorciado, o funcionário do Ministério do Ambiente passou a morar com a rapariga em sua casa. Só que esta estava habituada a uma vida de luxo, à custa de 20 mil euros que ganhava por mês a fazer sexo com estranhos – e o engenheiro de 39 anos quis acabar com isso. Para a compensar, assaltou 11 bancos no último ano e meio.
Fique a saber tudo na edição desta quinta-feira do jornal 'Correio da Manhã'.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Anúncio da AEA-Portugal

Banco Millenium em Angola está a recrutar quadros nas diversas areas.envie o seu CV para aeaportugal@hotmail.com. AEA-Portugal.
Associação de Estudantes Angolanos em Portugal

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Associação de Estudantes Angolanos em Portugal

Em defesa dos estudantes angolanos
Éder Ferreira é advogado. Trabalha para a prestigiada sociedade Albuquerque & Associados. Licenciou-se pela Clássica e está a terminar o mestrado pela Católica, ambas em L
“As empresas portuguesas que querem investir em Angola terão muito a ganhar se apostarem na formação profissional de jovens angolanos que estudam em Portugal e que depois serão absorvidos pelo mercado nacional”. Quem o afirma é Éder Pires Ferreira, um jovem advogado angolano, com grande domínio da palavra 
e firmeza de líder.
“É uma aposta na preparação e renovação dos seus próprios quadros e também da cultura empresarial”, declara.
“Houve muitos angolanos que se sacrificaram por Angola. Antes, pela independência e depois pela paz. Compete-nos a nós, gerações mais novas erguer o futuro e estimar o passado”, disse Éder, 27 anos, a trabalhar para a prestigiada sociedade de advogados Albuquerque & Associados, ligada aos professores catedráticos Ruy e Martim de Albuquerque, da Universidade de Lisboa.
Curriculum notável
Natural de Luanda, de uma família originária de Malange, é um conhecedor da vivência dos estudantes angolanos em Portugal, país que considera “uma segunda pátria, para todo o angolano”, pela História e cultura partilhada, pela língua comum. “É o país europeu com mais parecenças com Angola”, sublinha.No percurso e na atitude, põe cuidado e comedimento, qualidades que diz apreciar. Prefere tratar das questões jurídico-legais, ligadas às empresas e negócios, do que praticar a advocacia na barra do tribunal. “A justiça dos tribunais é um caminho tortuoso para quem sofre com as injustiças da vida”, refere com alguma amargura, como quem já sofreu desilusões com a justiça dos homens.
Éder é presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação de Estudantes Angolanos em Portugal, no mandato que termina em 2010, e frequenta o curso de Legal Law Master — em International Business Law, na Universidade Católica Portuguesa, embora se tenha licenciado pela Clássica.
Foi estudar para Portugal quando o pai, João Pires Ferreira, estava a acabar o curso de Engenharia, no Instituto Superior Técnico. A mãe, Maria da Conceição César de Sá, mulher determinada e competente, trabalhou muitos anos na Embaixada de Angola em Lisboa, tendo deixado obra e conquistado prestígio, carinho e amizade junto dos estudantes, sendo conhecido como a “Tia Mariazinha”.
Éder já foi vogal do Conselho Directivo da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, vogal da Comissão Disciplinar do Senado em 2008, presidente do Conselho Fiscal da Associação Académica, membro da Assembleia de Representantes e pertenceu à Direcção do Núcleo dos Estudantes Africanos da mesma prestigiada faculdade.
Três mil estudam em lisboa
Em Portugal estudam cinco mil angolanos nas diferentes universidades do país, dos quais três mil estão concentrados em Lisboa.
Alguns são apoiados pelos familiares, outros vão por conta própria. Os que se encarregam de si próprios acabam por ter que trabalhar na restauração, hotelaria, call-centers e supermercados, para suportar os estudos.
Há casos de dificuldades que levam as Associações de Estudantes a intervir, providenciando livros, dinheiro e até explicações.
“Os livros são muito caros. É preciso tirar muitas fotocópias. Até os estudantes com bolsas de estudo, têm de saber gerir bem o dinheiro”.Porém, realçou Éder, “os que fazem maiores sacrifícios acabam por ser os melhores alunos, porque não podem dar-se ao luxo de se distrair”.Muitos estudantes vivem nas residências universitárias, outros alugam quartos ou apartamentos que partilham com colegas, outros ficam em casa de familiares. As zonas habitacionais mais procuradas são Sintra, Almada, Lisboa, Porto, Braga e Coimbra, os centros urbanos mais próximos das universidades.
preferem Ciências exactas
Éder explica que a maioria escolhe as ciências exactas, porque em Angola o ensino de base privilegia essa formação. “O angolano é bom a fazer contas, mesmo que sejam as da sua preferência”, afirma com uma ponta de malícia.
“Embora seja preciso de tudo”, o Direito e Medicina são as preferências tradicionais. Engenharia, Economia, Gestão, Informática e Electrónica são os que têm maior empregabilidade no actual contexto de desenvolvimento do país.
Éder explica que parte dos estudantes, sobretudo os dos cursos técnicos, vai estudar para fora com bolsas concedidas pelas empresas.
As petrolíferas assumem a pole position, principalmente a Sonangol, mas também a BP e a Total, seguidas de alguns Ministérios. Porém, o grosso dos estudantes bolseiros deriva do Instituto Nacional de Bolsas de Estudo (INABE), afecto à Secretária de Estado do Ensino Superior.
Os engenheiros do petróleo formam-se nos países anglo--saxónicos, como Inglaterra, Escócia e Estados Unidos, apoiados pelas petrolíferas. Em Portugal, explicou o jovem advogado, há muitos bons médicos angolanos que não conseguem ter condições equivalentes no país e que, por isso, são tentados a ficar.
“Creio que agora se aposta mais na reintegração dos quadros na diáspora, em particular, os profissionais de saúde. Afinal, o básico em Angola é o pão, água, luz e saúde”, diz Éder, lembrando ainda os quadros angolanos dispersos pelos Estados Unidos, Brasil, Espanha, África do Sul, Rússia e Cuba.
O jovem advogado, que foi bom aluno e aprecia a leitura de temas de Política e Economia — agora está a ler A Origem das Crises Financeiras, de George Cooper — considera que todos os quadros na diáspora podem ajudar ao desenvolvimento de Angola. “Cabe à juventude gerir o futuro do país e melhorar a qualidade dos serviços, públicos e privados. Temos que combater o estigma do T.I.A.” (sigla para This is Africa, ou seja “Isto é África”).
Mais apoio da universidade
O dirigente associativo defende maior apoio das universidades aos estudantes africanos, através da redução de propinas, em geral elevadas, ou uma maior abrangência dos critérios de apoio e subsidiação. “Há estudantes que, por falta de documentos, visto ou autorização de residência não conseguem ter senhas para o almoço”. Esta é uma situação que Éder e os colegas tentaram combater quando integraram a Associação Académica da Universidade Clássica de Lisboa. “Um departamento que ‘marcámos’ desde o início foi o da Acção Social e aí tivemos um representante, o Adilson Lima, que durante três anos conseguiu dar muito a quem de facto merecia”.
Possuidor de grande experiência no meio associativo, Éder Ferreira, casado e com dois filhos, é um crítico das falhas de gestão das associações estudantis. “O empenho voluntarioso dos estudantes é o suor que alimenta a força das instituições académicas e o sangue que mantém vivo o associativismo estudantil angolano, mas falta-nos oxigénio”, afirmou, focando-
-se na falta de meios e fundos.
Como se diz na sua língua materna, o Quimbundo: “Malembe, malembe” (devagar se vai ao longe!).
O perfil do estudante angolano em portugal
São cerca de cinco mil, dos quais três mil estão concentrados em Lisboa. Muitos têm de trabalhar para suportar as despesas. Muitos estudantes vivem nas residências universitárias, 
outros alugam quartos ou ficam em casa de familiares. 
No que respeita aos cursos, os angolanos preferem os ligados 
às ciências exactas. Engenharia, Economia, Gestão, Informática 
e Electrónica são os que têm maior empregabilidade.

domingo, 14 de junho de 2009

Fomos Enganados mais uma Vez... Angolanos, angolanos. Juculo messo

Galp controla cabo-verdiana Enacol e abre 'guerra' com Sonangol

Empresa angolana não terá gostado do facto de o reforço de capital ter sido envolto em secretismo.

A Galp tornou-se a maior accionista da Empresa Nacional de Combustíveis (Enacol) de Cabo Verde, decisão que está a criar polémica, sobretudo pela "insatisfação" da Sonangol (Angolana), refere o Negócios online, citando a imprensa cabo-verdiana.

A decisão foi tomada em fins de Abril numa assembleia-geral da Enacol, mas mantida em secretismo - só agora foi revelado publicamente que a Galp subiu a sua participação de 33,2% para 45,03%, enquanto a Sonangol passou dos 33,2% para 38,13%.

O jornal A Semana, num artigo intitulado "Galp assume controlo da Enacol, Sonangol fala em golpe", escreve que o descontentamento da parte angolana foi manifestado na própria assembleia-geral, onde foi aprovado também o aumento de administradores, três são destacados pela empresa portuguesa, um pela angolana e um pela parte cabo-verdiana.

Segundo o jornal, a "atitude" da Galp "desagradou" à Sonangol, uma vez que a empresa angolana e portuguesa têm um acordo para os assuntos mais importantes, como a eleição de novos administradores. Logo após a nomeação, acrescenta, a Sonangol manifestou, em plena assembleia-geral, que a Galp "não cumpriu", razão pela qual "vai ver o que se pode fazer para reverter a situação"

sábado, 13 de junho de 2009

O Eurodeputado Paulo Rangel.

Paulo Rangel at Exponor in 2005Image via Wikipedia

Este é o típico caso de um sortudo na política, até é caso para usar a velha expressão do general e cônsul Júlio César "vine, vidi e vici" o que significa em Português vim, vi e venci. Pois é Paulo Rangel filiou-se no PSD em 2005 e logo tornou-se deputado e depois presidente da bancada parlamentar do PSD, e agora eleito eurodeputado.
Em bom da verdade, é que em então pouco tempo, conseguiu o que muitos militantes activos do PSD, com muita longevidade no partido, e que sempre tiveram presente para apoiar nunca foi-lhe dado a oportunidade. Isso é uma injustiça para os militantes antigos, para os jovens militantes antigos que sonham ascender a cargo políticos, é caso para dizer, há algo de pobre no reino da Dinamarca. Pois uns só servem para colar cartazes e acenar as bandeiras e gritar bem alto PSD, PSD, PSD.
Eu não sou militante do PSD, e ainda bem, mas tenho muitos amigos do PSD e vejo o quanto trabalham e dedicam horas das suas vidas a vida interna do partido. E pergunto alguns o que te motiva para deixares de aproveitar a vida, de dedicar mais aos estudos e conviver mais com a tua família. E volto a perguntar quando chegará a tua vez? Nenhuma resposta. Vejo neles ambição e depois a frustração.
Mas com todo o respeito pelo Dr. Paulo Rangel que merece no actual momento visto ter ganho as eleições. Não ponho em causa o seu trabalho de campanha, mas acredito caso queira vir assumir o lugar de Manuela Ferreira Leite será condicionado pela sua pequena militância. Porque em todos os partidos os anos de militância é um estatuto, como também o comungar dos mesmos ideias. Quando não se tem esse requisito da antiguidade destroce qualquer organização e futuras orientações.



Reblog this post [with Zemanta]

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Barack Obama lembra Camões

Presidente norte-americano emitiu um comunicado sobre o Dia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesas
Barack Obama emitiu hoje um comunicado onde não só lembra o Dia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesas, como a morte do poeta Luís de Camões e relembra a amizade entre os dois países.
Leia na integra o comunicado:
"Comunicado do presidente Barack Obama sobre o Dia de Portugal, Camões e as Comunidades Portuguesas
Os Estados Unidos e Portugal têm uma forte e longa amizade. Hoje, no Dia de Portugal, Camões e as Comunidades Portuguesas, as pessoas de origem portuguesa pelo mundo marcam a data da morte do maior poeta de Portugal, Luís Vaz de Camões. É conhecido que Camões, que viveu entre 1524 e 1580, é mais conhecido por seu poema épico, 'Os Lusíadas' - um tributo à idade de ouro das descobertas e explorações portuguesas. Esta Nação (Estados Unidos da América) beneficiou das inúmeras contribuições de luso-americanos. Neste Dia de Portugal, eu orgulhosamente mando os meus melhores desejos a todos os que celebram a cultura e a herança portuguesa nesta ocasião."

Proposta Constitucional - MPLA

De momento nada poderei adiantar, reservo me por agora a um estudo profundo da proposta e uma pesquisa jus-científica.
Em breve tecerei um comentário sobre o documento da maior importância para Nação Angolana.

terça-feira, 9 de junho de 2009

As questões mais relevantes das eleições Europeias:

Portuguese Communist PartyImage via Wikipedia

As questões mais relevantes das eleições Europeias:
  1. A questão é quem foi o maior derrotado destas eleições? Foi o PCP, sim o partido comunista português. Penso que o trabalho de mobilização feito pelo PCP deveria ter um melhor resultado. Nas eleições Autárquicas de Lisboa em 2007 teve um bom resultado à frente do Bloco de Esquerda. Mas nestas eleições o PCP no distrito de Lisboa houve um empate com o Bloco de esquerda.
  2. Quem foi o maior vencedor? Sem duvidas que foi Manuela Ferreira Leite, porque a vitória vem consolidar o sua liderança no PSD.
  3. Quem cometeu mais erros?O partido socialista
  4. Quem sai mais fortalecido?O Bloco de Esquerda.
  5. Quem vota dá poder de faculdade para agir, agora pergunto que tipo de poder tem o parlamento Europeu sobre um estado Membro soberano?Não sei.
  6. Porque abstenção aumenta nas eleições europeias? Eu cumpri com o meu dever cívico, nem todos querem cumprir com dever cívico de votar.
Marco Prado
Reblog this post [with Zemanta]

A violência gera violência.

A Justiça quando feita pelas próprias mãos, sobre o agente que prática um ato ilicito esvazia completamente o poder punitivo do Estado.
Assisti essa cena lamentável de espacamento. Pois sei que ação do lesado ou ofendido em agredir o ladrão ou deliquente não produz efeitos pacificadores para a sociedade.
O que acontece nessa cena é a ausência total de sentido de justiça e ignorância pelos preceitos legais. Sei que muitos dirão mas aqui o que é predominante é o costume. Pois digo os direitos fundamentais que consagra a constituição estão em primeiro lugar, essas práticas de bater nos deliquentes é uma total falta de consciência e põe em causa toda e qualquer perspetiva de uma constituição que consagre os direitos do homem como verdadeiros direitos de um sociedade.
As vezes penso que não é só o caranquejo que anda para atrás.
Mas vejo que o trabalho é arduo, pois a mentalidade está centrada na agressividade e não em consolidar uma justiça equitativa e distribuitiva.

Crime de Abuso sexual

70% dos crimes de abuso sexual deram em condenação
04-Jun-2009
A maioria das acusações de abuso sexual de crianças e adolescentes que chegaram a julgamento em 2008 resultou em condenações, segundo dados do Ministério da Justiça. Em 301 processos que foram concluídos nos tribunais registaram-se 1180 condenações, o que representa 70% das 1672 acusações julgadas por crimes sexuais sobre menores.
Em 2008 registaram-se 1180 condenações nos tribunais portugueses relativas a crimes de abuso sexual de crianças, adolescentes ou menores dependentes, o que representa 70% do total de 1672 acusações que chegaram a julgamento, de acordo com dados fornecidos pelo Ministério da Justiça ao DN. Este número não equivale a condenados, já que a estatística ministerial contabilizou no ano passado todos os crimes sobre menores de que o arguido estava acusado, isto é, uma pessoa pode ter sido condenada por dois ou mais crimes no mesmo processo.
Segundo os dados oficiais, em 2008 registaram-se 301 processos-crime cujo julgamentos já foram finalizados em 1º instância, o que representa um aumento em relação a 2007, ano em que realizaram 275 julgamentos por abuso sexual de menores. Isto não significa que se esteja perante uma subida nos crimes sexuais, já que a maioria dos processos judiciais refere-se a casos de anos anteriores.
Em 2008, o número de crimes sexuais contra menores investigados pelas autoridades desceu 3,1% em relação a 2007, com 1382 inquéritos abertos, segundo o Relatório Anual de Segurança Interna. Destes crimes, 995 foram de abuso sexual de crianças, seguindo-se 132 casos de actos sexuais com adolescentes e 132 de violação de menores. Foram feitas 52 detenções por abuso de crianças.
Ontem, na Assembleia da República, houve consenso na discussão da proposta de lei do Governo contra o abuso e exploração sexual de crianças. Em causa estão medidas para evitar que pessoas condenadas por crimes sexuais possam ter acesso a funções profissionais que envolvam contacto regular com crianças. Além disso, visa impedir a adopção, a tutela ou acolhimento civil de crianças por condenados. As autoridades vão aceder a informação criminal das pessoas a quem um menor esteja para ser confiado.
O assunto foi debatido na Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, tendo o CDS-PP e o PSD acordado com o PS juntar as respectivas propostas ao projecto do Governo. Mas deputados dos restantes grupos parlamentares levantaram questões sobre a matéria, o que levou o presidente da Comissão Parlamentar, Osvaldo de Castro, a adiar a discussão para terça-feira da próxima semana, para haver uma maior discussão.
A proposta insere-se no cumprimento da Convenção do Conselho da Europa, que Portugal assinou em Outubro de 2007, e que prevê que cada Estado deve tomar medidas para assegurar que o acesso a profissões com contacto regular com crianças dependa de uma avaliação dos antecedentes criminais do candidato.
ALFREDO TEIXEIRA DIÁRIO DE NOTÍCIAS 04.06.2009

segunda-feira, 8 de junho de 2009

O menor é inimputavel....

Se fosse em Portugal esse caso, o menor furta um telemóvel o que aconteceria? Caso fosse em flagrante delito o menor seria detido e no prazo máximo de 48horas teria de ser interrogado por um juiz de instrução no JIC e na presença do seu defensor, nomeado pelo estado, isso depende da escala. Como o menor é inimputável nunca vai para prisão, vai para um centro educacional. Mas em Portugal provavelmente sabendo os policias que se trata de um menor iriam aplicar lhe uma medida, que é única que podem aplicar termo de identidade e residência. Mas como diga isso caso fosse em Portugal. E porque que aqui agem assim, e tem um comportamento adequado a situação e noutros estados não tem a ver com uma questão de princípios que são respeitados desde o primeiro artigo da constituição.


Está preso, pela Direcção de Investigação Criminal, o comandante da esquadra da polícia no Panguila, o superintendente Kadimandila Maiala, acusado de ter violado uma menina de 15 anos de idade. A queixa foi apresentada pelos pais da menina e o Comando Provincial da Polícia em Luanda mandou instaurar, de imediato, um processo-crime e um outro no âmbito disciplinar, segundo o porta-voz da corporação na capital, o primeiro superintendente Jorge Bengue.
“No passado Sábado o comando provincial recebeu uma queixa dos pais da menina acusando o comandante da esquadra de ter imposto como condição para a soltura da menina a troca por favores sexuais”, avançou Jorge Bengue. A menina, soube este jornal, estava detida acusada de furto de um telefone celular de um amigo. A inimputabilidade da menina ditada por lei, decorrente da sua idade, e a ignorância deste facto terão estado na base do acto do superintendente que sabendo que não a poderia manter presa ter-se-á aproveitado no cumprimento de uma obrigação legal. Sobre Kadimandila, o suposto presumível violador, de 39 anos de idade, e segundo o porta-voz da polícia na província, não se conhecem antecedentes de actos de indisciplina. “Não temos registos de mau comportamento, era um agente normal”, disse. Mais adiante, questionado sobre o que poderá acontecer ao acusado, se se comprovar que teve, de facto, contacto sexual com a menina em troca da sua liberdade, Jorge Bengue disse que a questão da disciplina e o rigor no cumprimento das normas da corporação estão na primeira linha das preocupações do ministro do Interior e que nisso tem sido acompanhado pelo comandante geral da polícia. Nos últimos meses foram levantados vários processos e ocorreram várias expulsões de agentes que incorreram em práticas que mancharam a imagem da polícia.
Quem é polícia?
Está ainda por definir o perfil do polícia angolano. Se actualmente os candidatos devem ter a décima segunda classe como escolaridade mínima obrigatória, e nisso têm aparecido nos concursos jovens com o bacharelato concluído, a verdade é que a nossa polícia está ainda cheia de agentes semi-analfabetos. Por outro lado, a robustez física e a aprovação nos testes psico-técnicos são outros dos requisitos para fazer parte da corporação. Numa conversa com altas patentes policiais que preferiram o anonimato, ficou este jornal a saber que os problemas de disciplina poderão continuar a existir por mais algum tempo, e a causa está na falta de legislação sobre a protecção legal dos ex-agentes da polícia. Ou seja, esta falta de protecção tem impedido a reforma antecipada de muita gente, quer de forma compulsiva quer de forma voluntária, mantendo-se, assim, entre as fileiras, muitos homens sem formação e que não se enquadram no perfil desejado. “A nossa polícia está cheia de homens que nunca tinham feito outra coisa na vida que não a guerra, avançou uma fonte”, para depois continuar que “temos homens vindo das ex-FAPLA, das ex-FALA e da FLEC. Até 1992 a incorporação era feita como na tropa, a grande maioria nunca passou por uma escola de polícia e mesmo agora que notícias se tem tido sobre os números de candidatos reprovados?”
José Kaliengue
Fonte:Opais

sexta-feira, 5 de junho de 2009

SE EU FOSSE UM GAROTO

Se Eu Fosse Um Garoto
Se eu fosse um garoto
Mesmo que só por um dia
Eu levantaria da cama de manhã
Vestiria qualquer coisa e sairia

Pra beber cerveja com os amigos
E paquerar as garotas
Eu me divertiria com quem quisesse
E nunca teria que me explicar
Porque me defenderiam

Se eu fosse um garoto
Acho que eu entenderia
Como é amar uma garota
Juro que eu seria um homem melhor

Eu a escutaria
Porque eu sei como dói
Quando você perde quem queria
Porque não deu o devido valor
Tudo o que você tinha se destruiu

Se eu fosse um garoto
Eu desligaria o celular
Diria a todos que está quebrado
Para pensarem que dormi sozinho

Eu me colocaria em primeiro lugar
E faria as regras do meu jeito
Porque sei que ela seria fiel
Me esperando voltar pra casa
Voltar pra casa...

Se eu fosse um garoto
Acho que eu entenderia
Como é amar uma garota
Juro que eu seria um homem melhor

Eu a escutaria
Porque eu sei como dói
Quando você perde quem queria
Porque não deu o devido valor
Tudo o que você tinha se destruiu

É um pouco tarde para você voltar
Dizer que foi só um erro
Pensar que eu perdoaria assim fácil
Se pensou que eu o esperaria
Você pensou errado...

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Sou Inocente

1 de Junho de 2009
Dia internacional da criança

Para as crianças de Africa

Poesia

Sou inoncente

Meu infantário é o meu bairro,
Mãe contigo vou trabalhar
No recreio penso no parque
Pai contigo vou e venho,

oh criança sois inocente

Meu berço é duro
Mãe sempre a alimentar
No chão brinco com o que,
Pai, o meu primeiro desenho

oh crianças sois inocente

Sorriso da alegria da vida
Esperança de depositada na fragilidade
Crianças do mundo tendes um papel
pois sois tudo aquilo que homem adulto não faz de bom.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Flash - Elite Angolan Careers

Parabéns a EIC e Carla Paim "Jurema" pelo excelente trabalho. Foi gratificante para mim colaborar e participar neste forum de recrutamento de estudantes angolanos. Ju podes sempre contar com o meu apoio. muitos sucessos. Mas nunca que esqueças que se estamos a fazer um bom trabalho é porque na base existe uma FAMILIA C.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Vozes de defesa do Direito das Crianças.

O juiz de direito do Tribunal Provincial do Namibe, António Silva, mostrou-se preocupado pela maneira como as crianças têm sido instrumentalizadas pelos adultos, na prática de actos indecorosos, tais como prostituição, furtos, assaltos à mão armada, roubo, venda de drogas e tráfico de petizes.
O magistrado judicial mostrou a sua inquietação, quarta-feira, quando dissertava durante a palestra sob o tema "Violência contra as crianças", enquadrada na Semana de Reflexão sobre a Violência Contra a Criança, que decorre nesta província, sob lema "Maltratar uma criança é comprometer o futuro do país".
No seu prognóstico, o jurista disse que dentro de 15 anos, a sociedade sofrerá de todas essas práticas ilícitas no seio da criança, que, na sua opinião, tem estado a aumentar em todo território nacional.
Como consequência disso, o jurista advertiu que a sociedade angolana irá encarar um elevado número de crimes, jovens sem formação, famílias com enormes problemas e sem perspectivas sociais.
O jurista apontou como mecanismos para estancar o fenómeno da criança na e de rua, crianças prostitutas, trafico de crianças, abuso sexual de crianças e venda ilícita e drogas, o uso de legislação nacional e internacional que concorre à protecção dos direitos da criança.
António Silva apontou a lei geral de trabalho, convenções 138 e 182,da organização internacional do trabalho, protocolo facultativo da convenção sobre os direitos da criança relativa a venda, prostituição e pornografia infantil, julgado de menores, bem como a lei de base de protecção social, como alguns instrumentos jurídicos que podem fazer valer, no asseguramento e garantias do direito dos menores.
Disse ainda que fruto do baixo nível social, os pais tem usado os menores para a prática do comércio."Algumas crianças que deveriam completar o seu ensino, ficam nas praças a venderem, outras carregam sacos dos adultos, enquanto estes, realizam as suas compras", enfatizou.
O jurista afirmou que estas e outras práticas que violam os direitos das crianças a não terem acesso a educação e alimentação, devem ser denunciadas para as autoridades judiciais tomarem medidas que visam o seu combate.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Manuela Moura Guedes VS Marinho Pinto

Um grande momento de televisão a ignorância contra intolerância.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Ratazanas assassinas, tiram a vida a uma bebé de 4 meses no Katambor – Luanda

Uma criança de apenas quatro meses de idade, foi encontrada morta dentro de casa, Sábado, 23/04, em consequência de mordeduras de Ratazanas, que devoraram completamente um dos braços, segundo informação prestada pela própria mãe, no Bairro do Katambor, em Luanda.

Os vizinhos, entretanto, contrastam as informações avançadas pela mãe, alegando que a criança era constantemente abandonada e mal tratada, sendo que no dia em que morreu, a própria mãe havia a deixado dentro de casa trancada sozinha, durante o dia todo.

“A criança morreu mesmo mordida pelo Rato? Ela diz-me que não, mas a chorar: Minha bebé, minha bebé. Eu disse: Moça deixa de espectáculos, queremos saber o que se passou! É assim que ela abre o pano e levanta o braço da Bebé como se fosse um boneca…”, contou o vizinho, a Reportagem da TPA.

Já o Pai Carlos Sebastião, surpreso com a morte da filha, e pelas causas apontadas, alega que, a culpa é da mãe da criança, visto que, a mesma abandonou a menina em casa sozinha e trancada por volta das 8 Horas.

“Ela trancou a porta, sem dar hipóteses das vizinhas poderem entrar para socorrer a criança, que estava sozinha, é claro que a miúda chorou, chorou, caiu ao chão e umas ratazanas roeram os dedos”, lamentou o pai.

Entretanto, o corpo da criança foi levado para a Morgue de Luanda, ao passo que mãe se encontra detida.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Explosão de antigo morteiro mata 2 crianças em Angola

Luanda, 18 mai (Lusa) - A explosão de um morteiro provocou a morte de duas crianças e o ferimento de três outras no município de Caimbambo, província de Benguela, noticiou n sta segunda-feira a Rádio Eclesia.

O acidente ocorreu quando as crianças estavam brincando num terreno baldio, tendo a carcaça de morteiro de 70 mm detonado neste momento e atingindo-as.
As crianças feridas, em estado grave, foram transferidas para o hospital central de Benguela, onde recebem tratamento médico.

Os acidentes e munições não detonadas “esquecidas” ao longo de mais de 40 anos de guerra em Angola, país que até há alguns anos era considerado o segundo mais minado do mundo depois do Afeganistão, continuam a matar no país, apesar da evidente diminuição dos casos em relação ao período de guerra.

Na semana passada, a Comissão Executiva de Desminagem apresentou o seu relatório referente ao período entre 2006 e 2008, revelando que em três anos ocorreram 106 mortes em consequência de acidentes com minas e outros engenhos explosivos.



quinta-feira, 14 de maio de 2009

Crocodilos matam em Angola



Crocodiles have killed at least nine children and attacked several women in Angola's southern Kwanza-Sul province.
The children, aged between ten and 16 years from the Amboim municipality, were killed over the past month as they approached the River Keve to collect water.
Local official Domingos Bento said the attacks have occured ever since a water canal in Amboim was shut down.
This forced local people to go to the crocodile-infested River Keve to collect water.
Crocodiles are ambush predators that spend a lot of time either immobile or gently drifting in river currents.
But the reptiles, which can grow up to 4m long, can show a surprising turn of speed when targeting prey.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

JOHN TRAVOLTA strut! with Mark Barrie as BARRY GIBB

RECORDAR É REVIVER.

No melhor pano cai a nódoa

O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Gordon Brown, pediu desculpas pelo recente escândalo envolvendo gastos excessivos de parlamentares acusados de usarem dinheiro público para cobrir despesas "incomuns", como ração de cachorro, esterco de cavalo e filmes pornográficos. "Eu quero pedir desculpas em nome dos políticos pelo que ocorreu", afirmou Brown. O escândalo dos gastos feitos com o dinheiro do contribuinte britânico foi revelado pelo jornal "The Daily Telegraph", que vem publicando diariamente reportagens sobre as despesas de parlamentares registadas desde 2004.

Na minha opinião essa notícia está relacionada com a crise financeira pois em tempo de crise aperta se o cinto, e uma crise como essa têm de apertar o cinto a todos os níveis. É uma crise que está a fazer tremer qualquer governo. Porque a resolução desta crise é usar o dinheiro do contribuinte para salvar a banca e empresas. Temos assistido diariamente governantes a autorizarem e apoiarem com dinheiro do contribuinte.

Estamos a falar do dinheiro do contribuinte, e interrogamos o que é o contribuinte? Sou eu, tu e nós. Como o dinheiro do contribuinte vai para o Estado? pelos impostos e emprestimos e etc. Porque que o contribuinte tem de pagar pelas despesas excessivas do ser primeiro-ministro? É um problema grave pois são milhares de vozes a reclamar ou milhares de dedos apontar, com uma fúria inflamada pela razão de que não há direito para tal egoísmo.

Mas o acto a meu ver é desculpável e a sua atitude é nobre, como um grande exemplo para outros governantes e Presidentes. Com também um acto de coragem. Não é comum ver dirigentes vir a público pedir desculpas pelos gastos ou desvios de verbas. Pois muitos tem uma atitude que ainda lesa mais o contribuinte. Mas neste caso não são dirigentes mais sim criminosos.

Uma questão de refletir

O governo de Macau vai dar dinheiro aos seus residentes e até as crianças nascidas entre 1998 e 2008. O dinheiro dos contribuinte a chegar a todos. Houve ganhos do Estado pelo seu investimento com dinheiro dos contribuinte. O estado tem de chegar a todos sem exclusão de partes, pois é o contrato social ideial. Tudo isso para dizer com as velhas e sábias palavras de Jesus Cristo "DÊ A CESAR O QUE É DE CESAR E A DEUS O QUE É DE DEUS" ?????

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Sinais de alguma estabilidade em ÁFRICA

Conflitos armados reduziram em África

Dakar - Um relatório do Banco Africano para o Desenvolvimento (BAD) sobre o desenvolvimento de África, lançado domingo em Dakar, revela que o número e a intensidade dos conflitos armados diminuíram em 2008 no continente.

O documento intitulado "Resolução de Conflitos, Paz e Reconstrução em África" apresenta igualmente a situação dos conhecimentos relativos às causas dos conflitos em África.

O relatóriuo conclui "a falta de consenso sobre as evidências empíricas enquanto a variedade e a especificidade das experiências necessitam duma análise contextual exaustiva dos conflitos em África".

Segundo o director do Departamento de Pesquisa do Grupo do BAD, Léonce Ndikumana, todos os países africanos que saem de conflitos enfrentam um grande desafio.

"Devem resolver os problemas de inserção dos combatentes, fazer face às necessidades em matéria de educação, de saúde e de infraestruturas enquanto as suas capacidades económicas e financeiras são muito fracas", disse Léonce Ndikumana durante a cerimónia do lançamento do relatório.

O documento preconiza estratégias de resolução de conflitos à escala nacional, sub-regional e regional, ao salientar o reforço dos mecanismos de partilha do poder, o recurso aos mecanismos de alerta e de resolulão dos conflitos a níveis regional e sub-regional, o mecanismo de avaliação pelos pares, bem como a necessidade de pôr à disposição dos Estados saídos de conflitos mais recursos
financeiros.

A publicação do relatório, em prelúdio à Assembleia Anual do BAD que decorre de 13 a 14 de Maio na capital senegalesa, obedece à vontade da instituição financeira de "informar as políticas para prevenir e resolver os conflitos, manter e consolidar a paz em África", explicou Ndikumana

domingo, 10 de maio de 2009

wrestling

video

O título tem muito a ver com esse vídeo de espancamento. O agressor para
No meu ponto de vista esse vídeo só demonstra e comprova que a imputabilidade, esse figura jurídica diz o agente não tem a capacidade de entender o que está a fazer em razão da idade por isso é inimputavél.Por isso a exclusão da culpa, do dolo, porque o agente é menor, está incapaz de perceber aquilo que está a praticar.

É notório verificar que o agressor pede atenção dos cúmplices para demonstrar golpes de wrestling saltando com os pés juntos para cima da cabeça. É uma cena triste e lamentável. Talvez Charles Darwin na evolução das espécies tivesse certo, o homem veio do Macaco e ainda não evoluímos o suficiente, pois muitos nem passaram a época do renascimento, porque ainda vivem sedentos dos campos de horror da idade média.

Não basta ver e viver, a que pensar como resolver, por uma sociedade sem violência grave.